Brasil

Nos tempos turbulentos as Irmãs de caridade começaram a sua missão no Brasil. A partir de 1962 elas estão presentes no  Nordeste pobre, onde elas trabalharam primeiro nos hospitais em Campina Grande e Santa Rita, outros trabalhos de comunidade, de saúde e educação. Elas experimentaram um golpe de Estado, a força das renovações na Igreja com a theologia da libertação e as Comunidades Eclesiais de Base, e o surgimento de um governo mais democrático.

Desde os anos setenta as irmãs escolheram de deixar as grandes obras e conventos e morar em pequenas comunidades internacionais no meio do povo pobre. Elas trabalham em projetos da Pastoral da Criança, acolhimento de crianças na Fundação Dom helder Câmara, coordenam uma escolinha e são ativas nas Comunidades Eclesiais de Base. Em redor das irmãs atua um grupo grande de membros associados.

Em 2018 onze leigos se ligaram como membros associados.
Quatro leigos moram e trabalham em Bayeux, quatro leigos moram em Cabedelo e três moram em Santa Rita.